fbpx


Praticamente vazia, convenção do MDB deixa explícita a falta de apoio à Eduardo Braga na pré-candidatura ao governo

por Alisson

A convenção municipal do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) realizada nesse sábado (14), em Manaus, além de praticamente vazia teve poucos nomes de destaque na política local. Entre os participantes, tinham apenas dois prefeitos do interior: Jair Souto (MDB), de Manaquiri, e Beto D’Ângelo (Republicanos), de Manacapuru.

O cenário reflete a dificuldade que o senador Eduardo Braga, atual presidente estadual do MDB, tem de consolidar sua pré-candidatura ao Governo do Amazonas e seu isolamento nesse período de pré-campanha. Nos últimos meses, o parlamentar viu aliados se dispersarem e migrarem para a base de apoio de adversários.

No evento, Braga chegou a pedir uma salva de palmas a Amazonino Mendes (Cidadania), que também se apresenta como pré-candidato ao Governo. O que indica uma possível aliança entre os políticos.

“Aprendi com o Amazonino, a quem peço uma salva de palmas. Aprendi com os acertos e com os erros”, afirmou o senador em seu discurso, que foi marcado por afirmar que o MDB vivem um momento de renovação de integrantes e ideias.

“O MDB é um partido de bandeiras. Foi vendo e sentindo que eu criei o Prosamim”, concluiu.

Talvez você possa se interessar

Quem Somos?

Somos jornalistas especializados em cobertura policial. Estamos no rastro dos crimes, acidentes e de todos os fatos policiais. Nós podemos até errar, mas tenha certeza que iremos corrigir!

©2022 Todos os Direitos Reservados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais