fbpx

Homem oferecia notas de R$5 e R$2 para estuprar menino de 8 anos

Compartilhe!

Um homem de 52 anos foi preso nessa sexta-feira (20), após ser acusado de estuprar um menino de 8 anos. O caso aconteceu na cidade de Aquidauana, no Mato Grosso do Sul.

De acordo com depoimento da criança, o homem era amigo dos pais do menino, pediu autorização da mãe para que a criança o ajudasse em seu trabalho, fazendo pintura de residências, pequenos reparos por algumas horas, com o intuito de ensiná-lo a ter uma profissão. Confiando no amigo, a mãe permitiu.

A criança relatou que durante os momentos que ficavam sozinhos nas obras em construção, o homem se aproveitava e cometia os abusos sexuais.

O indivíduo ainda dava notas de R$ 5,00 ou R$ 2,00, além de fazer ameaças para que o menino não falasse sobre os abusos aos familiares.

O menino já não aguentando mais sofrer calado, criou coragem e relatou a mãe o que estava acontecendo. A mulher foi até a residência do homem e o questionou sobre as denúncias do filho. O homem negou os fatos com veemência, mas ao ver que a vítima recebeu apoio da mãe e que não iria conseguir desacreditá-la, se afastou da família.

Após registro do boletim de ocorrência, o menino foi submetido a exame médico, que comprovou lesão. Além disso, o menino também recebeu acompanhamento psicológico, onde o relatório de atendimento confirmou os abusos sexuais narrados pela vítima com riqueza de detalhes, acrescentando que “o infante possui um diálogo infantil e preciso quando relata sobre a violência sofrida, o que significa que dificilmente sua fala tenha sido programada ou manipulada por um adulto”.

Os investigadores da Polícia Civil cumpriram mandado de prisão preventiva em desfavor dele pelo crime de estupro de vulnerável e o indivíduo foi encaminhado para a Delegacia de Atendimento à Mulher de Aquidauana, com apoio da PM (Polícia Militar).

Ao ser interrogado, o homem continuou negando os fatos, mas foi encaminhado mesmo assim ao Estabelecimento Penal de Aquidauana devido às provas contundente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *