fbpx

Homem morre com mais de 10 tiros e outro sobrevive em possível ataque de facção

Compartilhe!

Por Isabela Bastos – Especial para o P24h

O caso aconteceu na rua da Misericórdia, bairro Colônia Oliveira Machado, zona sul de Manaus. Mas apesar do nome do local, misericórdia foi o que os criminosos não tiveram na hora de atirar em Davi Felipe Correia de 33 anos. Ele foi morto com mais de dez tiros na noite desta quarta-feira, dia 10. Um outro homem, identificado como Wellington Camilo também foi baleado, mas sobreviveu.

A morte pode estar relacionada com a guerra entre as facções Comando Vermelho e Família do Norte/PCC.

Testemunhas contaram para a polícia que Davi e Wellington estavam sentados na calçada da rua. Eles estavam conversando e por isso não perceberam a aproximação de uma moto com os atiradores. O garupa e o piloto estavam armados e dispararam várias vezes.

Na hora do tiroteio, Wellington foi esperto e conseguiu correr. Ele abandonou o parceiro para trás. Davi levou mais de dez tiros, já Wellington, apenas um disparo na perna.

A maioria dos disparos que atingiu Davi foram na região da cabeça. Ele ficou com o rosto parcialmente desfigurado. Na região do tórax ele também foi acertado de raspão. A vítima possui várias tatuagens, uma com uma coroa e o nome de uma mulher: “Terezinha”.

Homem morre com mais de 10 tiros e outro sobrevive em possível ataque de facção
Wellington pode ajudar a polícia na identificação dos assassinos – Divulgação

Os dois foram levados para uma unidade de saúde na zona sul, mas antes mesmo de dar entrada, Davi não resistiu a grande quantidade de tiros. Ele chegou no SPA (Serviço de Pronto Atendimento) sem vida. O amigo, baleado na perna, passou por cirurgia e encontra-se consciente e estável.

A Polícia Militar voltou ao local do crime e fez buscas no bairro para tentar encontrar os suspeitos. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai ficar encarregada das investigações que possam levar aos autores do crime e a motivação. A principal suspeita é que o caso tenha ligação com a guerra entre facções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *