fbpx

Homem que estuprou criança durante 5 anos é preso no interior do AM

Compartilhe!

Por Isabela Bastos – Especial para o P24h

Marlison Rodrigues Gomes, de 30 anos, estuprou a entrada por cinco anos, segundo a polícia. A menina tinha apenas cinco anos de idade quando os abusos começaram e continuaram até os dez. Ele foi preso neste domingo, dia 14, no município de Eirunepé, no interior do Amazonas.

Apesar da prisão no interior, o crime aconteceu em Manaus, no bairro Zumbi, zona leste da capital amazonense. O suspeito morava junto com a mãe da vítima e aproveitava para cometer os abusos. A menina era constantemente ameaçada de morte para que não contasse a ninguém sobre o estupro. Os crimes terminaram em dezembro de 2018, após a criança tomar uma atitude.

De acordo com o investigador Gonzaga Júnior, da Polícia Civil em Eirunepé, a menina escreveu uma carta para a avó paterna pois não aguentava mais sofrer calada. O abusador dizia que se ela contasse a qualquer pessoa o que acontecia em casa ele iria mata-la. A mãe, segundo a criança, sabia de tudo, mas não fazia nada para proteger a própria filha.

Após saber da situação que a neta passava, a avó ajudou a menina e foi até a Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca) para fazer a denúncia. Na mesma semana em que foi denunciar o caso à delegacia, a mãe fugiu com o companheiro para uma comunidade rural em Eirunepé.

Operação Espectro Negro

Após saber do caso, o investigador começou as buscas pelo suspeito procurado. A prisão ocorreu na comunidade rural Mourão, um local de difícil acesso. A viagem da sede do município até onde o suspeito estava escondido demorou mais de dez horas, com muitos percalços pelo caminho. “Ele pensou que nunca ia ser encontrado nesse local isolado, mas um dia a justiça chega”, afirmou o investigador.

O homem foi encaminhado a 7ª Delegacia Interativa de Polícia, no município de Eirunepé, a 1.159 km de Manaus, onde ficará até que seja encaminhado para Manaus, à Depca.

A mãe da menina, que fugiu junto com Marlison, não foi encontrada no local. O estuprador deve ser transferido para Manaus nesta segunda-feira, dia 16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *