fbpx

PC prende cinco pessoas e apreende 700kg de maconha em barco

Compartilhe!

Uma grande apreensão de 700 quilos de maconha do tipo skunk, durante operação da Polícia Civil, coordenada pelo Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), deu um duro golpe no tráfico de entorpecentes nesta segunda-feira (19), em Manacapuru, município a 68 quilômetros em linha reta de Manaus. Outros departamentos da PC, como o Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e a Delegacia Fluvial (Deflu), além da Receita Federal (RF), também deram apoio à ação. Cinco pessoas foram presas.

De acordo com a PC, o entorpecente foi apreendido em uma embarcação no município de Manacapuru (distante 68 quilômetros em linha reta da capital). A droga está avaliada em R$ 3,6 milhões. Ao longo da ação, foram presos Cristiano dos Santos Ribeiro, 33; Edinei Fernandes Monteiro, 39; Manoel Honorato Nobre, 61; Rosane Dourado de Aguiar, 28; e Shaene Matos Martins, 28.

Conforme o delegado Paulo Mavignier, diretor do Denarc, as investigações em torno do caso iniciaram há cerca de dois meses, quando as equipes obtiveram a informação de uma rota de drogas que passava pelo município de Maraã (distante 634 quilômetros em linha reta de Manaus). Ainda segundo as investigações, Cristiano dos Santos Ribeiro estaria transportando grande quantidade de drogas em uma embarcação pesqueira, saindo de Japurá (distante 744 quilômetros) e que passaria por Manacapuru.

“Com base nas informações, as equipes se deslocaram até Manacapuru onde montaram campana. Nesta madrugada, por volta das 4h, conseguiram avistar e abordar a embarcação. Durante a abordagem, foram encontrados os cinco indivíduos que, ao serem questionados, informaram que havia apenas peixe e negaram a existência de drogas no interior do barco. Porém, o cão farejador Odin, da Receita Federal, sinalizou para uma suspeita de entorpecente no frigorífico da embarcação”, relatou Mavignier.

Ainda segundo a autoridade policial, a embarcação foi levada ao porto do município, onde foi realizada uma revista minuciosa e, após retirarem todo o pescado, os policiais encontraram os 700 quilos de skunk. “Vamos dar andamento nas investigações para descobrirmos quem iria receber os entorpecentes em Manaus, bem como quem enviou a droga”, ressaltou ele.

Secretaria enfatiza combate ao tráfico

O resultado da operação foi divulgado durante coletiva de imprensa, nesta segunda, às 16h, no prédio da Delegacia Geral, na Avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus. Na ocasião, o Secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), coronel Louismar Bonates, enfatizou que com esta apreensão, o Amazonas chega a marca de 13 toneladas de entorpecentes apreendidos, superando o ano de 2019.

Tanto o secretário quanto a Delegada Geral da PCAM, Emília Ferraz, ressaltaram o empenho em combater o crime de tráfico de drogas no Estado.

“Excelente trabalho de investigação realizado pela Polícia Civil, que tirou de circulação todo esse material ilícito. Vamos dar continuidade aos trabalhos para combater o tráfico de drogas no nosso Estado”, destacou Bonates, que encontrou um discurso alinhado nas palavras da Delegada Geral. “Estamos trabalhando arduamente contra o crime organizado” frisou ela.

Com informações da Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *