fbpx

Acusado de decapitar mulher é preso após assaltar uber

Compartilhe!

Após ser acusado de decapitar a própria companheira, Adriano da Silva Marques, de 18 anos, foi detido, suspeito de assaltar um motorista de aplicativo na última terça-feira (22). A prisão ocorreu na manhã desta quarta-feira (23), na rua São Paulo, bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus.

Os policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) informaram que estavam em patrulhamento de rotina pela região, quando receberam uma denúncia a respeito do paradeiro do suspeito de assaltar um motorista de aplicativo na tarde de ontem, e que o homem ainda teria utilizado o carro da vítima para cometer arrastões.

O suspeito foi preso em flagrante e junto a ele, os policiais aprenderam porções de entorpecentes, aparelhos celulares, balança de precisão e uma de arma de fogo falsa. Na delegacia, os policiais descobriram que Adriano tinha passagem pela polícia, acusado de assassinar uma mulher, identificada como Farliane Nunes Pinto, de 25 anos, em julho de 2020.

O corpo de Farliane foi encontrado enterrado em uma cova em área de mata no Campo dos Marocas, no bairro Jorge Teixeira, após duas semanas desaparecida em junho deste ano. Segundo informações da Polícia Civil, a vítima foi morta com diversos golpes de faca e em seguida enterrada no local. Além disso, Farliane foi decapitada, ela era acusada de ter envolvimento na morte de um homem conhecido como ‘Fênix’, líder do tráfico naquela região.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) informou ainda que na época do crime, Adriano tinha 17 anos e foi ele mesmo que levou a polícia até o local onde o corpo da vítima foi enterrado. O suspeito está na delegacia à disposição da Justiça. O caso está sendo investigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *