fbpx

Polícia de RR acredita que suspeito de assassinar Miss tenha saído do país

Compartilhe!

Por Iury Carvalho, em Boa Vista (RR) – Especial para o P24h

Rafael Rodrigues, 30 anos, principal suspeito do assassinato da miss amazonense Kimberly Mota, de 22 anos, pode ter saído do Estado de Roraima rumo a Venezuela ou a Guiana Inglesa, ou ainda estar tentando sair do país.

O Delegado Geral da Polícia Civil de Roraima, Herbert Amorim, disse que após Rafael chegar na capital Boa Vista, sacou dinheiro em um caixa eletrônico e seguiu para as fronteiras do Estado.

“Após a informação de que ele sacou dinheiro na rodoviária, começamos as investigações no centro da cidade, em hotéis e pousadas, além de outros dois pontos fundamentais, nas fronteiras com a República da Guiana e com a Venezuela. Estamos tratando com a Guarda Nacional e a Polícia da Guiana”, disse Herbert.

A polícia Civil de Roraima divulgou que o carro modelo Audi pertencente a Rafael foi encontrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) capotado na BR-174. O veículo ficou bastante danificado e possivelmente o motorista estava em alta velocidade, perdendo o controle e capotando ao sair da pista.

Polícia de RR acredita que suspeito de assassinar Miss tenha saído do país
Rafael fugiu logo após o crime e capotou o carro na fuga para Roraima – Reprodução

“Nós verificamos as câmeras no posto de fiscalização no Jundiá, que fica entre os dois Estados, e constatamos que o veículo suspeito passou pelo local às 5:50h da manhã do dia 11 de maio. A partir daí nós intensificamos as investigações naquela região e também buscamos mais imagens do veículo que seguiu rumo a Boa Vista, mas nenhum registro foi feito ao longo da BR-174. Foi então que recebemos a informação de que um homem tinha sofrido um acidente em uma curva que fica na região do Parque Nacional do Viruá, no município de Caracaraí”, explicou o delegado.

A polícia também informou que o Rafael Rodrigues pagou por um taxi até a Rodoviária internacional de Boa Vista, onde ele sacou dinheiro, pagou o taxista e saiu do local.

Policiais do Grupo de Resposta Imediata da Polícia Civil de Roraima estão atuando com a Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) da Polícia Militar de Roraima, além da PRF e as forças policiais do Estado do Amazonas.

Polícia de RR acredita que suspeito de assassinar Miss tenha saído do país
Carro foi encontrado pela PRF – Divulgação

A capital de Roraima está há apenas 210 quilômetros da fronteira com a Venezuela e a 125 quilômetros da fronteira com a Guiana Inglesa. Na cidade de Pacaraima, onde fica a fronteira com a Venezuela, a divisa entre os dois países não possui cercas. Há vários pontos de acesso ao país vizinho. Já na cidade de Bonfim, na fronteira com a Guiana, para atravessar é necessário cruzar o rio Tacutu ou pela ponte ou mesmo de barco. Pelo país é possível retornar ao Brasil pelo Estado do Amapá, mas para isso é necessário cruzar outros dois países: Suriname e Guiana Francesa.

O Caso

A Miss Manicoré, Kimberly Karen Mota de Oliveira, foi encontrada morta na terça-feira, dia 12, no apartamento do namorado, que fica no centro de Manaus. Ela estava com marcas de facada no pescoço e abdômen.

Segundo a Delegacia Especializadas em Homicídios e Sequestros (DEHS) do Amazonas, Rafael é o principal suspeito do crime e está sendo procurado, já que há um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça amazonense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *