fbpx

‘Já matamos vários’ diz CV em ameaças a policiais

Compartilhe!

Possíveis membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV) usaram as redes sociais para fazer ameaças a policiais na manhã desta segunda-feira (22). Os alvos do criminosos seriam as equipes da Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam).

As ameaças são por causa das mortes de membros da facção que entraram em confronto com os PMs na madrugada do último domingo (22), no bairro Santo Agostinho.

Um dos perfis no Facebook, identificado como “Tropa do Neymar”, usou a rede social para falar sobre o confronto. O criminoso afirma que a morte dos seis integrantes do bonde não ficará assim. “A resposta vai ser dada a esses canalhas, já matamos vários fud** desses e mais um não vai fazer falta”.

O perfil “Tropa do Neymar” afirma que o CV já matou vários polciais e que um amais não faria falta – Divulgação

Outro perfil identificado como “Maquinista da Compensa” no Instagram publicou um story na mesma rede social. Ele chama os policiais da Rocam de “raça imunda” e ainda fez ameaças dizendo que isso não ficará assim.

O perfil “Maquinista Compensa” ameaça que os policiais vão pagar por morte de criminosos – Divulgação

CV faz ameaças a policiais por causa de morte de criminosos

O motivo desse ódio todo pela corporação é que na madrugada do último domingo (21), a PM interviu em um possível confronto entre facções que iria ocorrer na rua Santa Rita, no bairro Santo Agostinho.

Quando as equipes da Rocam e da Força Tática chegaram no endereço os traficantes iniciaram um tiroteio, mas os policiais revidaram. Os criminosos baleados foram levados para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, porém morreram devido aos ferimentos. Ao todo, seis membros da facção morreram em confronto com policiais da Rocam.

Os mortos foram identificados como Aldeney de Souza Peres, 18 anos, Júlio César Oliveira de Souza, 21, Gabriel Santos de Souza, 22, David Cristian Pedroza Vieira, 27, Joab Oliveira Azevedo, 29, Charliane Felix da Silva, 31.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *