fbpx
Carregando

Tipo de busca

Home Outros Crimes

Líder do CV ameaça matar e jogar granada em casa de parentes de integrantes do PCC

Avatar
Compartilhar
Ismale quando foi preso pela polícia. Agora, solto, faz ameaças – Divulgação

“Se não fechar comigo vou mandar jogar granada na casa e quem pular pra fora vai rodar na bala mano. Vou mandar dá-lhe só de bico, não vai ter pistola e 38 mais não. Se não fechar com nós, nós vai matar e vamos buscar dentro da casa e vai se foder família e tudo”. Com essas palavras o traficante Ismale Reis de Sena, de 31 anos, considerado o líder do Comando Vermelho (CV) na comunidade Nossa Senhora de Fátima, na zona Norte de Manaus, ameaça membros da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), com quem está em intensa disputa por território no local.

A ameaça está ligada à prisão de Felipe Batista Ribeiro, vulgo “Anjinho”, líder do PCC na comunidade Nossa Senhora de Fátima e de bairros da zona Sul de Manaus. O chefe do Comando Vermelho viu a oportunidade para tomar a área rival.

Matar a mãe

As ameaças feitas por Ismale foram parar nas redes sociais. Em texto e áudio o traficante planta o terror e o medo na comunidade.

Em um dos áudios o traficante identificado como “Kiko” conta para Ismale que recebeu uma mensagem perguntando se ele queria pagar um valor pela “cabeça” de Anjinho. “Ele mandou uma foto com essa mesma camisa [se refere a roupa usada por Felipe no momento da prisão]. Ele está sentado”, diz Kiko no áudio que pode ser ouvido abaixo.

Mensagem enviada pelos traficantes – Divulgação

Após receber esse áudio, Ismale avisa que vai matar todos os membros do PCC que não mudarem de grupo criminoso. “Nós já tava com essa fita dele aí. O cara tava dando ele pra mim. sic Teve livramento que os homens [policiais] entregaram ele, avalie vocês aí, que não tem nem pra onde ir, nem pra onde se esconder. Vão querer ficar todo tempo nessa guerra?”, afirma.

Nova ameaça de Ismale para turma do PCC

Tiroteios no bairro

No início deste mês vários vídeos foram divulgados com imagens gravadas pelos próprios criminosos no bairro. Sem medo de se exporem, eles saem a luz do dia e trocam tiros na disputa pelo território do tráfico de drogas.

Em outro vídeo divulgado no mesmo dia, um homem não identificado aponta uma arma calibre 12 para cima dizendo: “Tamo aqui dentro do Fátima porra, é o Gelson caralho”, diz o suspeito se referindo ao líder do Comando Vermelho no Amazonas. O vídeo teria sido compartilhado nos stories de uma rede social.

As duas facções iniciaram uma nova guerra do tráfico em Manaus depois da queda da Família do Norte (FDN).

Tags:

Você também poderá gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *