fbpx

Criança usada como escudo por bandidos luta pela vida

Compartilhe!

Menino de sete anos foi atingido por tiro ao ser feito de escudo por criminosos

Rafael Capela da Silva Gabriel, de apenas sete anos, a criança que foi usada como escudo por criminosos durante confronto entre bandidos e policiais na manhã desta terça-feira (12), em Vicente de Carvalho, passou por cirurgia e luta pela vida no Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV), na Penha, zona Norte do Rio de Janeiro.

O pequeno foi atingido por um tiro após, de acordo com a Polícia Militar, o carro do pai ter sido sequestrado por criminosos. A criança estava no interior do veículo e foi atingido na região pélvica durante a troca de tiros. As informações são do jornal carioca O Dia.

O quadro de Rafael é considerado grave e familiares pedem doação de sangue no Hemorio do Centro. O pai gravou um vídeo emocionado, pedindo ajuda para o filho em forma de doações de sangue.

Tiroteio e criança usada como escudo

No momento do confronto, o pai, identificado como Flávio Miranda, voltava para casa com o filho depois de levar a esposa para o trabalho, no início da manhã. Ao mesmo tempo, homens armados fugiam de uma operação policial e roubaram o veículo. O tiroteio ocorreu na rua Agrário Menezes, em Vicente de Carvalho, na zona Norte do Rio de Janeiro, a apenas 200 metros da casa da família.

Familiares contaram que Flávio e o filho Rafael foram feitos de escudo humano por um dos bandidos, quando os policiais atiraram.

A Polícia Militar informou que um suspeito foi morto em confronto. O segundo suspeito foi baleado e levado sob custódia para o Hospital Getúlio Vargas. No local, um tio da criança avançou para cima do suspeito, revoltado com o ocorrido. Ele foi contido pelos PM’s e outros familiares.

Em nota, a PM explicou que o policiamento foi reforçado e que a região passa por uma disputa entre quadrilhas de criminosos rivais desde a semana passada.

Polícia Militar: ‘criminosos sequestraram o automóvel

Em nota, a Polícia Militar informou“equipes do 2° Comando de Policiamento de Área (CPA) realizam uma ampla ação para reprimir o crime organizado na Comunidade da Serrinha, em Madureira. A região passa por uma disputa entre quadrilhas de criminosos rivais desde a semana passada e a Polícia Militar atua para estabilizar o perímetro desde então”.”

Na face contrária ao maciço que abriga a Serrinha, está localizada a Comunidade do Juramento, em Vicente de Carvalho. Equipes do 9° BPM (Rocha Miranda) reforçavam o policiamento nesta região quando foram atacadas dos disparos de arma de fogo realizados por criminosos de dentro de um carro. Houve confronto e um dos suspeitos foi atingido e não resistiu aos ferimentos. Um segundo homem foi preso e uma arma apreendida”. 

“Uma criança, que estava no interior do veículo acompanhada de seu pai, foi atingida na perna e socorrida pelos policiais militares ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Informações preliminares dão conta de que os criminosos sequestraram o automóvel para fugir da ação de cerco à comunidade.

O policiamento segue reforçado no local do incidente e a ocorrência em andamento”.

Familiares pedem doação no Hemorio

Flávio Miranda, pai de Rafael, publicou nas redes sociais um vídeo pedindo doações de qualquer tipo sanguíneo no Hemorio. Muito emocionado, Flávio segue no Getúlio Vargas, acompanhando a criança, baleada no momento em que era usada como escudo humano.

“Eu peço a todos que estejam no Hemorio em massa doar sangue, porque meu filho só tem sete anos e foi baleado. Está em estado crítico. Eu peço a Deus, do fundo do coração, quem é pai, quem não é, de atender esse apelo de doar sangue”, pediu

Flávio Miranda, pai de Rafael

O tipo sanguíneo do menino é O+. Para doar, basta apresentar o nome da criança no momento da doação.

Veja abaixo o pedido emocionado de Flávio por doações para seu filho.

Confronto de facções motivou ação da PM

A operação no Morro da Serrinha foi iniciado pelo 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM logo nas primeiras horas da manhã desta terça-feira. A região compreendida pelos bairros de Vicente de Carvalho e Madureira está tensa desde o início do ano.

No último dia 8 de janeiro, traficantes do Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, invadiram parte do Complexo da Serrinha, conjunto de comunidades que liga os dois bairros.

Segundo moradores, uma idosa foi baleada dentro de casa. Na ocasião, ela foi socorrida para Hospital Getúlio Vargas por um tio do menino Rafael, usado como escudo por bandidos nesta terça-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *